sindicato dos trabalhadores
em estabelecimentos de saúde

CASCAVEL E REGIÃO

Avisos


Fique por dentro dos avisos importantes relacionados a Sindesauvel.

01 Edição 39
OUT

A campanha do Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), no Outubro Rosa tem como tema "Câncer de mama: vamos falar sobre isso?".

O objetivo é fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama e desmistificar conceitos em relação à doença. A campanha tem como objetivo enfatizar a importância de a mulher conhecer suas mamas e ficar atenta às alterações suspeitas; informar que para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento a cada dois anos; mostrar a diferença entre mamografia de rastreamento e diagnóstica;  esclarecer os benefícios e malefícios da mamografia de rastreamento; informar que o Sistema Único de Saúde (SUS) garante a oferta gratuita de exame de mamografia. Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como: - Praticar atividade física regularmente;

Alimentar-se de forma saudável;

Manter o peso corporal adequado;

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

*O Sindesauvel apoia esta causa!

 

01 Edição 38
SET

Trabalho insalubre e afastamento provisório da empregada gestante ou lactante: Lei 13.287/2016 

A Lei 13.287, de 11 de maio de 2016, com início de vigência na data de sua publicação, ocorrida no Diário Oficial da União de 11.05.2016 (Edição Extra), acrescentou à Consolidação das Leis do Trabalho o art. 394-A, passando a assim dispor: “A empregada gestante ou lactante será afastada, enquanto durar a gestação e a lactação, de quaisquer atividades, operações ou locais insalubres, devendo exercer suas atividades em local salubre”. Trata-se de previsão que tem como objetivo proteger a saúde da mulher durante os períodos de gestação e de lactação, sabendo-se que as condições insalubres no ambiente de trabalho podem causar prejuízos também ao feto ou à criança. Ainda quanto ao tema, segundo o art. 189 da CLT, devem ser consideradas atividades ou operações insalubres aquelas que, por sua natureza, condições ou métodos de trabalho, exponham os empregados a agentes nocivos à saúde, acima dos limites de tolerância fixados em razão da natureza e da intensidade do agente e do tempo de exposição aos seus efeitos. Por se tratar de matéria que envolve conhecimentos técnicos, cabe ao Ministério do Trabalho aprovar o quadro das atividades e operações insalubres e adotar normas sobre os critérios de caracterização da insalubridade, os limites de tolerância aos agentes agressivos, meios de proteção e o tempo máximo de exposição do empregado a esses agentes (art. 190 da CLT).